Resenha: Simplesmente o Paraíso - Quarteto Smythe-Smith #1 Resenha: Uma Lição de Vida Resenha: Era uma Vez no Outono Resenha: Secrets and Lies
6

Aberturas de séries #5: 2010-2015


Não vamos voltar muito no tempo no último post do especial sobre aberturas de séries, pois os programas compreendem o ano de 2010 até o início desse ano. De lá para cá, a televisão, principalmente a americana, produziu diversas séries, mas poucas continuaram no ar por muito tempo. Mas essa última “geração” de seriados trouxe gratas surpresas ao telespectador, com muita qualidade e originalidade. Vamos aos nomes:

1

Dores e Amores: Sinta novamente na pele as dores do amor platônico


Autora: Danielle Medeiros
Editora: Clube de Autores
Ano: 2013
Páginas: 83
Nota: 3/5

Sinopse: Dores e Amores - O livro Dores e Amores reúne 42 poemas escritos entre 1998 e 2001. Poemas que falam de amor e de sentimentos despertados por ele, como alegria, tristeza, medo, angústia e euforia.

Preciso admitir que iniciei esse livro com um pouco de medo de não saber avaliá-lo bem, já que poesia nunca foi o meu forte. Mas a medida que fui passando as páginas eu, felizmente, cheguei à conclusão de que para interpretar bem um livro de poesia basta conseguir sentir as emoções de cada verso, e isso eu consegui.

0

Por que se apaixonar?: Um divertido romance


Autor: Dessy Almeida
Editora: Do Autor
Ano: 2012
Páginas: 306
Nota: 3/5
Sinopse: Bem, nem sei por onde começar. Acho que pelo inicio não é mesmo?! Meu nome é Amanda Batmoore, mas todos me chamam de Mandy, desde que me entendo por gente. Eu morava na cidade de Paraíso, no litoral. Eu até gostava de lá. Mas como sempre fui bem quieta nunca tive muitos amigos, a única exceção era Gustavo Malvinas, um garoto que eu conheci quando tinha apenas cinco anos de idade. Mas com o tempo ficamos afastados e depois que me mudei perdemos completamente o contato. Nessa época achei que ficaria sem amigos para o resto da vida, drama de adolescente de quatorze anos. Então ai começou minha vida em Monte Carmo, uma cidade chata e pequena onde meu pai comprou uma casa bem bonita e grande, diferente do nosso apartamento em Paraíso. Fui prontamente matriculada na IMCE, uma escola onde de tudo pode acontecer. No meu primeiro dia, me designaram o guia mais maluco que eu poderia ter: Lancelote Carter, filho de um cara podre de rico, mimado, engraçado, tarado e muito galinha. Não ele não tentou me 'pegar' não, acredita que viramos melhores amigos? Pois é, meu pai até o adotou fraternalmente como filho. Mas o Lanc não foi o único cara que conheci no primeiro dia de aula. Na verdade não conheci ele propriamente dizendo, eu o vi. Eu nunca acreditei em amor a primeira vista, até avistar a bela figura de Thiago, ou melhor Tripp Taylor.
Por que se apaixonar? É um daqueles livros que você pega em uma tarde que está com vontade de comédia romântica e lê rapidinho, voltado para o público infantojuvenil o livro é leve e apesar de ter um pouco de clichê consegue prender o público para o qual é direcionado. 
7

Butterfly: Vingança é um prato que se come frio


Autor: Kathryn Harvey
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2012
Páginas: 520

Sinopse: No andar de cima de uma loja exclusivamente masculina na Rodeo Drive existe um clube privado chamado Butterfly, um espaço em que as mulheres são livres para expressar suas fantasias eróticas mais secretas. Somente as mulheres mais belas e poderosas de Beverly Hills são convidadas a entrar: Jessica, uma advogada que suspira pela época em que os homens eram machos e as mulheres satisfaziam seus prazeres; Trudie, uma construtora que quer um homem que a desafie, em todos os sentidos e sem tabus; e Linda, uma cirurgiã que usa máscaras para desmascarar os desejos que esconde até de si mesma. Contudo, a mais misteriosa de todas as mulheres é a que criou o Butterfly. Ela mudou o nome, o sotaque, até mesmo o rosto para esconder sua verdadeira identidade. E agora está prestes a revelar seu passado para concretizar a obsessão secreta que a levará além do êxtase...
  
Butterfly foi o livro escolhido a partir de um sorteio TBR Jar (abreviação de To Be Read, lista para ler), confesso que fiquei com um pé atrás com a escolha, porque nunca havia ouvido falar da autora e não sou nem um pouquinho fã de literatura hot, a capa e a sinopse traziam indícios do tema.  Porém, vamos combinar que julgar um livro pela capa é o pior erro de um leitor, e mordi a língua.

1

Eve & Adam: Uma história com todo o pontencial do mundo


Autor: Michael Grant e Katherine Applegate
Editora: Square Fish - Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 272
Filha única da poderosa e fria geneticista Terra Spiker, Eve fica entre a vida e a morte depois de sofrer um acidente de carro. O processo de cura no misterioso laboratório Spiker transcorre com uma rapidez impressionante, o que desperta a curiosidade da menina.
Antes que Eve estreite os laços com Solo, um rapaz que compartilha segredos com a corporação, a Dra. Spiker lhe propõe um desafio: Eve terá a chance de testar, em primeira mão, um software desenvolvido para manipular genes humanos. Ela poderá criar um namorado sob medida!
Mas brincar de Deus tem consequências, e agora Eve vai descobrir até que ponto existe perfeição.

Você, leitor do Rascunho, está um passo na minha frente, já que comecei a ler “Eve & Adam” sem procurar qualquer sinopse ou comentários de outras pessoas. Gosto dessa experiência que é ler um livro “no escuro”, deixando o próprio autor me mostrar onde ele quer chegar. Comecei minha leitura sem qualquer pretensão e me surpreendi sucessivamente com o quanto ele passara a me conquistar logo nas primeira páginas, com sua narrativa direta e capítulos alternados pela perspectiva dos personagens principais: Solo e Evening. 
3

O sonho do intercâmbio: viajando para a Espanha



Na verdade não sei como começar este post. Sempre tive problemas com o início de um texto, seja para o blog, seja uma redação, entre vários outros. Enfim.

Sempre tive um sonho: fazer um intercâmbio. Meu intercâmbio ideal seria para um país de língua inglesa, mas acabei vindo para a Espanha, onde vou ficar por quase 6 meses na cidade de Zaragoza.

Neste primeiro post quero falar um pouco de como consegui o intercâmbio e da viagem que fiz.
2

Adeus

Foto: Divulgação/Warp Films/Weinstein Company


Ando por uma rua deserta. Além do som de meus passos e da minha respiração, só ouço o barulho do vento que passa por mim sem dificuldade. É uma brisa suave, típica das noites de verão. Uma brisa que deveria levar consigo tudo de ruim que encontrasse no caminho.
2

White Bird In A Blizzard: um filme sobre infelicidade


Direção: Gregg Araki
Roteiro: Gregg Araki
Duração: 91 minutos
Ano: 2014
Gênero: Drama
Sinopse: Eve Connors (Eva Green), mãe de Katrina (Shailene Woodley) abandona a família, deixando todos em estado de choque. Kat e seu pai tentam colocar a vida em dia, mas logo a jovem começa a ter sonhos perturbadores. Aos poucos, ela irá perceber que há uma verdade terrível por trás do desaparecimento da mãe.
O filme que ficou conhecido pelo qual Shailene Woodley mostrou os peitos, com certeza é muito mais do que isso. Katrina, comumente chamada de Kat, é uma adolescente que de repente tem que lidar com o misterioso desaparecimento da sua mãe, interpretada por, nada mais, nada menos, que Eva Green.

1

[PARCERIA] Editora Madras - Selo Madras Teen


A equipe do Rascunho com Café está contente em anunciar nossa mais nova parceria: a Madras Editora. Considerada a maior editora holística, maçônica e que, agora neste ano, atingiu o mercado de Rock (Pop) e Umbanda, a Madras Editora completa 19 anos de existência. Sempre investindo em lançamentos que agregam valores aos leitores, trazendo o que há de melhor no mercado mundial para contribuir continuamente para o crescimento intelectual, cultural, filosófico e espiritual da humanidade.

Com um acervo de mais de 2.500 títulos editados, número este em constante crescimento, a Madras Editora, empresa presidida por Wagner Veneziani Costa e seu pai, Sr. Waldyr Cardoso Costa, lidera o mercado e desenvolve um valioso papel na difusão do conhecimento. Desse acervo, cerca de 12 novos títulos são lançados a cada mês. São mais 200 livros em diversos estágios de produção, nacionais e internacionais.

2

Aberturas de séries #4: Anos 2000




Após uma semana sem post do especial de aberturas de séries, voltei com nada mais nada menos que os anos 2000, uma década revolucionária e de seriados inesquecíveis. As aberturas deixaram de lado o formato batido de melhores cenas dos personagens + música bacana de fundo (alá década de 90) e passaram a ser mais sofisticadas e interessantes. Vamos conferir?

6

Melhores vilões dos quadrinhos e TV


Pensei nesse tema após ler a brilhante resenha da Lara sobre a HQ “A Piada Mortal”, clássico da DC sobre o Coringa, o gênio louco que atormenta o Batman. Já escrevi sobre princesas e heróis mas nunca sobre os vilões, que geralmente são personagens bem escritos e fascinantes. Para consertar isso, fiz essa lista dos Top 10 vilões dos desenhos e quadrinhos.
2

[PARCERIA] Danielle Medeiros


Nome: Danielle Medeiros
Naturalidade: Rio de Janeiro
Títulos Publicados:
Dores e Amores – Editora do Autor
Site: http://www.poemasdoreseamores.blogspot.com.br/

Daniele Medeiros de Souza, nascida em 1985 no Rio de Janeiro/RJ, descobriu o universo da poesia em 1998, ao fazer um trabalho de Português no Ensino Fundamental. Tornou-se grande admiradora de Fernando Pessoa.

Descobriu o prazer de escrever seus próprios poemas, e não parou mais de expressar seus sentimentos. Ganhou dois concursos de poesia em escolas que estudou.


Em 2013, lança seu livro de poemas Dores e Amores, que reúne 42 poemas escritos entre 1998 e 2001. O Rascunho com Café irá trazer a resenha do primeiro livro da autora em breve.
4

A Piada Mortal: A melhor performance do Coringa


Autor: Alan Moore
Editora: DC Comics – Panini Books
Ano: 2011
Páginas: 79
Sinopse: Um dia ruim. É apenas isso que separa um homem são da loucura. Pelo menos segundo o Coringa, um dos maiores e mais conhecidos - se não o maior e mais conhecido - vilão do mundo dos quadrinhos. E ele quer provar o seu ponto de vista enlouquecendo ninguém menos que o principal aliado de seu maior inimigo: o Comissário Gordon. Cabe ao Cavaleiro das Trevas impedir.
Pareço legal, mas sou o tipo de pessoa que dá certos presentes para pessoas queridas já pensando em pedir emprestado, principalmente quando se trata de livros e HQs. Foi isso que aconteceu com essa edição de luxo de A Piada Mortal, que vi meu namorado paquerar algumas vezes na vitrine da banca de revistas, algo que me fez presenteá-lo com a mesma na páscoa do ano passado (já pensando em pedir para ler depois dele).

Eu já sabia da fama dessa HQ, que é considerada por muitos a melhor história sobre o Coringa e uma das melhores HQs de todos os tempos, e depois de completar a leitura dessas poucas páginas confirmei o boato. Além do roteiro de Alan Moore (Watchmen, V de Vingança), que te prende e te envolve em cada página, a arte de Brian Bolland (Camelot 300) faz dessa HQ um presente aos olhos.
1

4 horas





Eu estou acordado, são quatro horas da manhã e o sono parece ter esquecido de me dar um abraço.
O silêncio do lado de fora é total.
Dentro de casa não, o único silêncio parece ser o meu.
Posso ouvir respirações ofegantes de humanos que dormem no quarto ao lado, elas soam perto e parecem sussurrar seus sonhos aos meus ouvidos. Eles agora estão mergulhados em aventuras insólitas ou paraísos utópicos em outra dimensão.
Posso ouvir o ponteiro do relógio arrastar o tempo, levando consigo cada segundo, que ao passar por cada número já se torna passado.
Posso ouvir móveis rangerem como se estivessem tentando se comunicar com dificuldade.
Posso ouvir cada gota de água que cai da torneira, fazendo um só coro de pingos no mármore.
Posso ouvir vozes gritando por socorro, elas parecem vir de qualquer lugar fechado como uma geladeira ou uma gaveta de armário. Imagino abrir as portas e deixá-las livres, mas temo que elas fujam para meus ouvidos.
Posso ouvir quadros na parede contando suas histórias de batalhas épicas e amores despedaçados.
Posso ouvir o som de um violão que toca sozinho encostado na parede, suas cordas se movimentam com o vento que entra pela abertura da janela.
Posso então ouvir a brisa da manhã me trazer más notícias do mundo lá fora, e ela diz que é melhor eu ir dormir por que logo os sons que se ouvirão não serão mais imaginários, mas sim sons reais e perturbadores, de palavras e ações humanas, o som da cidade que acorda.
O vento me disse que esses sons são mais sombrios que os bizarros sons noturnos.
Então é melhor mergulhar em sonhos e não ouvir mais nada.

2

Relato Inspirado Por Orelhas: um livro para ser apreciado repetidamente



Autora: Paula Febbe
Editora: do Autor
Ano: 2010
Páginas: 116
Sinopse: "Orelhas não falam. Uma resposta seja ela bem ou mal educada nunca virá de orelha alguma, não importa o que ela ouça."
Relato Inspirado Por Orelhas entrou para a lista de livros que eu li em um dia (até a minha mãe se admirou, pois ela saber que eu leio devagar) e também entrou para a lista de livros que com certeza relerei, pelo simples fato de carregar dentro de suas páginas o drama, o humor sarcástico e passagens que fazem todo o sentido na vida de todas as pessoas.
1

50 Tons de Cinza: É hype? É sim! É bom? Então...

 

Direção: Sam Taylor-Johnson
Roteiro: Kelly Marcel
Duração: 125 minutos
Ano: 2015
Gênero: Drama/Romance

Embora toda expectativa, ódio, críticas construtivas e destrutivas sobre a história, seja ela apresentada no livro ou no filme; “50 Tons de Cinza”, a adaptação cinematográfica do best-seller de E. L. James foi um dos filmes mais aguardados do ano. Pode ser que você não o tenha esperado, mas a população 99% feminina do cinema em que assisti discorda. E aproveitando toda essa hype aqui vai à opinião sincera de uma leitora e espectadora ávida de livros/filmes de romance.
2

[PARCERIA] Paula Febbe


Com textos carregados de um humor soturno, a maior virtude da escritora que você está prestes a conhecer é que, com experiências de vida pouco convencionais, tudo que ela escreve é muito verdadeiro.

Nome: Paula Febbe
Naturalidade: São Paulo
Títulos Publicados:
Relato Inspirado por Orelhas - Editora do Autor
O Fabuloso Mundo do Rock - V&R editora
Não/ Sarau Inconsciente de um Alter Ego Esquizofrênico - Editora do Autor
Mãos Secas Com Apenas Duas Folhas - Editora Descaminhos
Site: http://loja.paulafebbe.com/  
13

[PROMOÇÃO] 1 Ano de Rascunho com Café



O Rascunho com Café está completando 1 ano de vida! Foram muitas resenhas, manuais de animes, contos, crônicas e posts descontraídos para chegarmos aqui. Para comemorar, vamos sortear três livros pra vocês, leitores, que nos acompanharam até aqui. 

As regras obrigatórias estão no próprio formulário e somente depois do preenchimento delas que as opções extras irão abrir.

O sorteio será realizado no dia 12 de março. Os três sorteados deverão entrar em contato com o blog em até 48 horas após o sorteio, e comprovar ao blog que seguiram todas as regras obrigatórias. O sorteado que não entrar em contato e/ou não seguir todas as regras será desclassificado, e um novo sorteio será feito.

Prêmios:

* 1º Sorteado: 1 (um) Exemplar do livro "Objetos Cortantes", de Gillian Flynn
* 2º Sorteado: 1 (um) Exemplar do livro "Mulheres que Correm com Lobos" de Clarice Pinkola Estés
* 3º Sorteado: 1 (um) Exemplar do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry

a Rafflecopter giveaway

Atenção: A promoção é válida em todo o território nacional. Após os sorteados comprovarem que seguiram as regras e enviarem os dados necessários para envio, o blog tem até 30 dias para enviar o prêmio e repassar aos sorteados os códigos de rastreamento das encomendas. O Rascunho com Café não se responsabiliza por extravios dos Correios.

5

Wall-E: Sustentabilidade, Filosofia e Sociologia numa animação infantil

Direção:  Andrew Stanton
Roteiro: Andrew Stanton e Pete Docter
Duração:  97 minutos
Ano de lançamento: 2008
Gênero: Animação, Comédia, Família


Sinopse: Após entulhar a Terra de lixo e poluir a atmosfera com gases tóxicos, a humanidade deixou o planeta e passou a viver em uma gigantesca nave. O plano era que o retiro durasse alguns poucos anos, com robôs sendo deixados para limpar o planeta. Wall-E é o último destes robôs, que se mantém em funcionamento graças ao auto-conserto de suas peças. Sua vida consiste em compactar o lixo existente no planeta, que forma torres maiores que arranha-céus, e colecionar objetos curiosos que encontra ao realizar seu trabalho.Até que um dia surge repentinamente uma nave, que traz um novo e moderno robô: Eva. A princípio curioso, Wall-E logo se apaixona pela recém-chegada.

Uma amiga certa vez comentou comigo que O Pequeno Príncipe não devia ser um livro infantil, isso porque as crianças não conseguem entender toda complexa profundidade da trama e a obra acaba virando uma historinha bonitinha. O mesmo acontece com o filme Wall-E, o filme é muito bem escrito e com tantas referências a outras obras, que deveria ser indicado para adultos.

27

A Joia: O início estonteante de uma distopia



Autor: Amy Ewing
Editora: LeYa – Fantasy
Ano: 2015
Páginas: 352

Sinopse: Joias significam riqueza, são sinônimo de encanto. A Joia é a própria realeza. Para garotas como Violet, no entanto, a Joia quer dizer uma vida de servidão. Violet nasceu e cresceu no Pântano, um dos cinco círculos da Cidade Solitária. Por ser fértil, Violet é especial, tendo sido separada de sua família ainda criança para ser treinada durante anos a fim de servir aos membros da realeza. Agora, aos dezesseis anos, ela finalmente partirá para a Joia, onde iniciará sua vida como substituta. Mas, aos poucos, Violet descobrirá a crueldade por trás de toda a beleza reluzente - e terá que lutar por sua própria sobrevivência. Quando uma improvável amizade oferece a Violet uma saída que ela jamais achou ser possível, ela irá se agarrar à esperança de uma vida melhor. Mas uma linda e intensa paixão pode colocar tudo em risco! Em seu livro de estreia, Amy Ewing cria uma rede de intrigas e reviravoltas na qual os ricos e poderosos estão mais envolvidos do que se possa imaginar, e onde o desejo por saber o destino de Violet manterá o leitor envolvido até a última página.

Primeiro volume da série “Cidade Solitária”, a Joia foi um livro que iniciei sem muitas pretensões, não por ele parecer ruim, mas porque distopias não me atraem muito. Decidi aceitar o desafio de ler esse lançamento da LeYa, e logo nas primeiras páginas imaginei que o livro seria bem morno, mas com o passar de cada capítulo fui tomada pela densidade das personalidades de cada personagem do livro.

0

Manual de Animes: Akame ga Kill!



Autor: Takahiro
Direção: Tomoki Kobayashi
Ano Mangá: 2013
Ano Anime: 2014
Episódios: 24

Akame ga Kill! é um anime japonês shōnen, baseado no manga homônimo. A história centra-se em Tatsumi, um garoto que sai do interior para a Capital  na esperança de ganhar dinheiro e levar uma vida melhor para a sua vila, apenas para descobrir uma profunda corrupção na cidade e dentro do Império. Ele então encontra a Night Raid, um grupo de assassinos que dedicam sua vida para matar os corruptos da Capital e livrar o país do atual regime político.

3

[PARCERIA] Conheça os novos Blogs parceiros do Rascunho!



Olá pessoal!

Nesta última semana fechamos parcerias com três blogs super bacanas que vou apresentar agora pra vocês. Além das parcerias, em breve teremos mais novidades na programação aqui do blog, tudo isso para proporcionar um conteúdo diferenciado para você, leitor.

Conheçam nossos novos parceiros:

4

Silo: mentiras podem ser fatais; a verdade também


Autor: Hugh Howey
Editora: Broad Reach
Editora no Brasil: Intrínseca
Páginas: 512

Sinopse: O que você faria se o mundo lá fora fosse fatal, se o ar que respira pudesse matá-lo? E se vivesse confinado em um lugar em que cada nascimento precisa ser precedido por uma morte, e uma escolha errada pode significar o fim de toda a humanidade?Essa é a história de Juliette. Esse é o mundo do Silo.

1

[PARCERIA] Editora Filhos do Vento


Olá pessoal!


Quem nos acompanhou nas redes sociais nessa semana percebeu que fechamos algumas parcerias. A mais recente foi a parceria com a Editora Filhos do Vento. A editora conta com várias publicações que acredito que vão adorar. A editora tem um blog e uma livraria super bacana, que além de livros, também oferece Graphic Novels, e-books, audiobooks e um sebo. Confiram algumas das publicações da Filhos do Vento:


6

Abertura de séries #3: Anos 90




Se as décadas de 60, 70 e 80 são tão nostálgicas e maravilhosas, a última do século 20 não foi muito diferente. A clonagem da ovelhinha Dolly foi só a ponta do iceberg dessa época tão querida por aqueles que tiveram o prazer de vivenciar o auge das brincadeiras/jogos eletrônicos/desenhos infantis e das apresentadoras loiras disputando o primeiro lugar na audiência.

Não é só porque nasci nos anos 90, mas convenhamos que uma década que teve conquista do tetra, fim da Guerra Fria, Claudinho e Buchecha, Mamonas Assassinas, Spice Girls, Power Rangers, Tartaruga Ninja, Maria do Bairro e tamagotchi merece todos os aplausos do mundo. 

4

The Glee Project: Todos querem ser losers!


O post de hoje ia ser diferente, mas um momento nostalgia me fez querer apresentar para vocês um dos reality shows mais legais que eu já vi na televisão! Quem por aí já se divertiu assistindo Glee? Confesso que nunca gostei muito, mas em 2011, Ryan Murphy, roteirista e criador (de American Horror Story também) pensou em algo mais, um reality show para escolher quem participaria da série na temporada seguinte. E assim nasceu Glee Project! Esse cara não é demais?!
1

Um grande garoto ou Dois grandes garotos?


Autor: Nick Hornby
Editora:  Rocco
Ano: 2000

Páginas: 268

SINOPSE: Will Freeman, como o nome indica, é um homem livre e desimpedido. Aos trinta e seis anos, é financeiramente independente e nunca precisou trabalhar. Um problema, no entanto, o aflige: como preencher o vazio de seus dias e noites e poder se apresentar como alguém interessante às mulheres que deseja conquistar? Will conhece Marcus, filho de pais separados, cuja mãe vive em crises depressivas cada vez mais assustadoras.O garoto se veste de forma esquisita, seu cabelo tem um corte esquisito, suas preferências musicais são ultrapassadas e, na escola é alvo de zombaria e agressões dos colegas. Então, entre o garoto de doze anos e Will nasce uma amizade forte, conflituosa e enternecedora. Retrato sutil e preciso do homem contemporâneo, Um grande garoto revela um Nick Hornby menos sardônico que em Alta fidelidade, mas nem por isso menos instigante.
Histórias sobre pessoas que, ao entrar na vida de outras lhes mudam completamente, são muito comuns na literatura e no cinema. “Um Grande Garoto” é uma dessas histórias e com personagens muito carismáticos.

0

Manual de Animes: Soul Eater NOT


Manual de Animes: Soul Eater NOT!
Autor: Atsushi Okubo
Direção: Masakazu Hashimoto
Ano Mangá: 2011
Ano Anime: 2014
Episódios: 12

Sinopse: Soul Eater NOT! é um spin-off de Soul Eater. A história fala de Harudori Tsugumi, uma nova aluna na Shibusen, que, antes de se ver em busca de glória e fama, precisa arranjar um parceiro e sobreviver aos métodos de ensino de um deus da morte lunático!
Spin Off de Soul Eater, Soul Eater Not me pegou de surpresa porque eu fui ver às cegas, sem ler sinopse nem nada, e fiquei muito espantada com o quanto é diferente de Soul Eater.

Enquanto Soul Eater é marcado por protagonistas fortes e uma trama mais densa, mesclando de forma equilibrada ação e comédia, Soul Eater NOT é tão diferente que parece ser até outro gênero. Tendo como principal Tsugumi Harudori, uma garota de 14 anos japonesa que descobre ser uma arma e é enviada à escola de artesãos e armas, Shibusen. Por ser novata e não ter o domínio de suas habilidades, Tsugumi fica na classe NOT (Normally Overcome Target), que é a classe de iniciantes.

4

Tempo

Foto: Google Imagens

O tempo passa.

O segundo anterior, que era presente, já virou passado. Neste exato momento, que agora já virou poeira passada na história, você está lendo este texto e ele já é passado. Cada linha lida já passou, assim como o tempo desperdiçado lendo-a.
4

As melhores cenas de abertura do cinema


Sabemos que a maioria dos filmes possuem os chamados “créditos iniciais”, aquele momento em que são exibidos os nomes e respectivas funções das principais pessoas que trabalharam na obra. É comum que algumas cenas de créditos iniciais apenas mostrem os letreiros enquanto a história se desenvolve, no entanto, muitos filmes fazem desse um momento especial, transformando os créditos iniciais literalmente em uma abertura como a que vemos em séries de TV. A seguir você terá a oportunidade de ver 10 das mais memoráveis aberturas do cinema. Aproveite a lista.

1

Promoção: O amor está nos livros




Olá!
Dezenove blogs se juntaram para trazer essa promoção no mês em que celebramos o Valentine Day (ok, alguns celebram aqui).

A promoção começa hoje e podem participar até o dia 28/02/2015.

As regras obrigatórias estão no próprio formulário e somente depois do preenchimento delas que as opções extras irão abrir.

O ganhador da promoção terá o prazo de 48h para responder ao e-mail e os blogs o prazo de 45 dias para envio dos prêmios.

É obrigatório residir em território nacional.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...