Resenha: Simplesmente o Paraíso - Quarteto Smythe-Smith #1 Resenha: Uma Lição de Vida Resenha: Era uma Vez no Outono Resenha: Secrets and Lies
0

Bloodline: nova série da Netflix comprova o padrão de qualidade do serviço online.




Produção: Netflix
Lançamento: 20 de Março de 2015
Gênero: Drama, Suspense
Episódios: 13
Sinopse: Bloodline conta a história de uma família de três irmãos adultos que moram em Florida Keys. Embora muito unidos, os segredos e as cicatrizes que eles guardam serão revelados quando o quarto irmão, a "ovelha negra da família", retorna para casa.
A expressão “drama familiar” nos remete instantaneamente a tramas novelescas, pois o gênero é a fórmula indispensável em qualquer folhetim do horário nobre. Bloodline, nova série da Netflix, pertence à essa categoria em todos os aspectos. Poderia ser um novelão de sucesso na TV aberta brasileira, caso qualquer roteirista global tivesse a capacidade de escrever algo parecido.

4

Relatos Selvagens: a imprevisibilidade dos seres humanos




Direção e Roteiro: Damian Szifon

Ano: 2014
Duração: 122 minutos
Gênero: Comédia/ Drama/Thriller
Nota: 5/5
Sinopse: Diante de uma realidade crua e imprevisível, os personagens deste filme caminham sobre a linha tênue que separa a civilização da barbárie. São seis episódios com pessoas vivendo situações-limite e respondendo violenta e inesperadamente a elas: uma traição amorosa, o retorno do passado, uma tragédia ou mesmo a violência de um pequeno detalhe cotidiano são capazes de empurrar estes personagens para um lugar fora de controle.
Os argentinos adoram abordar o cotidiano em suas produções cinematográficas e conseguem transformar narrativas aparentemente simples em filmes soberbos. Relatos Selvagens conseguiu esse fenômeno seis vezes em pouco mais de duas horas de duração. Infelizmente não faturou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, perdendo para o polonês Ida.
3

Vermelho Como o Sangue

Autora: Salla Simuka
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 240
Sinopse: No congelante inverno do Ártico, Lumikki Andersson encontra uma incrível quantidade de notas manchadas de vermelho, ainda úmidas, penduradas para secar no laboratório de fotografia da escola. Cédulas respingadas de sangue.
Aos 17 anos, Lumikki vive sozinha, longe de seus pais e do passado que deixou para trás. Em uma conceituada escola de arte, ela se concentra nos estudos, alheia aos flashes, à fofoca e às festinhas dominadas pelos garotos e garotas perfeitos.
Depois que se envolve sem querer no caso das cédulas sujas de sangue, Lumikki é arrastada por um turbilhão de eventos. Eventos que se mostram cada vez mais ameaçadores quando as provas apontam para policiais corruptos e para um traficante perigoso, conhecido pela brutalidade com que conduz os seus negócios.

27

Sempre foi você: a história de um casal


Autor: Carrie Elks
Editora no Brasil: Universo dos Livros
Ano:2014
Páginas:312
Nota: 3/5
Sinopse:Richard, nós tivemos um bebê. Londres, 31 de dezembro de 1999. Aos 17 anos, a britânica Hanna Vincent conhece o americano Richard Larsen: um estudante rico, encantador e sedutor que vai virar seu mundo de ponta-cabeça. Um relacionamento entre eles é improvável, já que vivem em mundos completamente diferentes. Mas aos poucos uma grande amizade vai surgindo e leva os dois a uma relação explosiva, cheia de paixão, amor e aventura.Emocionante e comovente, Sempre Foi Você é uma genuína história de amor. Você daria uma segunda chance ao amor da sua vida?
Mais um título sorteado do TBR Jar (“To Be Read” = livros para ler) de um grupo que participo, não é meu estilo de leitura, mas dentro do contexto, o livro não decepcionou.

9

Ligeiramente Casados (Os Bedwyns #1): A honra é mais importante que o amor?



Autor: Mary Balogh
Editora no Brasil: Arqueiro
Ano: 2014
Páginas: 288
Classificação: 4\5
Sinopse: À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse "Custe o que custar!". Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.
Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias.
Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar.
Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados...
Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página.


Romance de época é um gênero literário novo para mim, tanto que até confundia com o romance histórico. Mary Balogh me apresentou esse mundo e não é que Ligeiramente Casados me surpreendeu positivamente? O primeiro livro da série “Os Bedwyns” é focado no coronel lorde Aidan, militar sisudo, nada galanteador e longe de ser o homem mais bonito da Inglaterra. Sua característica mais marcante é a honra, e sua vida mudará brutalmente por causa dela.

8

Para Sempre Alice: a triste devastação do Alzheimer


Direção: Richard Glatzer, Wash Westmoreland
Roteiro: Richard Glatzer, Wash Westmoreland
Ano: 2014
Duração: 1 hora e 39 minutos
Gênero: Drama
Nota: 5/5
Sinopse: A Dra. Alice Howland (Julianne Moore) é uma renomada professora de linguistica. Aos poucos, ela começa a esquecer certas palavras e se perder pelas ruas de Manhattan. Ela é diagnosticada com Alzheimer. A doença coloca em prova a a força de sua família. Enquanto a relação de Alice com o marido, John (Alec Baldwinse), fragiliza, ela e a filha caçula, Lydia (Kristen Stewart), se aproximam.
2

Não Entre Em Pânico: a célebre vida de Douglas Adams e a sua melhor (e mais louca) ideia


Autor: Neil Gaiman 
Editora: Titan Books
Editora no Brasil: Novo Século
Ano: 2003
Páginas: 251
Nota: 5/5

Sinopse: Não Entre em Pânico - Não entre em pânico celebra a vida de um homo sapiens chamado Douglas Adams que, um belo dia num campo em Innsbruck, em 1971, teve uma ideia. Este livro é também a história do que essa ideia se tornou: O guia do mochileiro das galáxias – a série de rádio original que deu início a tudo, bem como sobre a “trilogia” de seis livros, a série de TV, o quase-filme, o jogo de computador, toalhas e o website que vieram depois. O aclamado autor Neil Gaiman também conta toda a história de Liff, o Universo de Dirk Gently, e tudo o mais em que Douglas trabalhou, incluindo sua coleção póstuma, O Salmão da Dúvida. Como o próprio Douglas afirmou, “é certamente o mais excepcional livro a ser escrito sobre O guia do mochileiro das galáxias desde hoje cedo”.
8

O Oceano no Fim do Caminho: As assombrações nada infantis da infância


Autor: Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Páginas: 208
Nota: 5/5
Sinopse: Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos.
Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino.Ele sabia que os adultos não conseguiriam — e não deveriam — compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível: as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano.

Depois de fazer minha iniciação com o Neil Gaiman dos quadrinhos, resolvi conhecer o lado mais literário do autor através de “O Oceano no Fim do Caminho”. Pelo que eu já havia lido da sinopse do livro, esperei por algo no estilo de Coraline, com um tom de terror mais voltado para crianças, mas com o passar das páginas, concluí que apesar de ser uma aventura ocorrida na infância, ela é mais assombrosa para os adultos.

1

Sem Esperança: A continuação que você não sabia que queria, mas não pode ficar sem


Autor: Coleen Hover
Editora: Galera Record
Ano: 2015
Páginas: 320
Nota: 5/5

Assombrado pela culpa e pelo remorso por não conseguir salvar Hope nem Less, Holder desenvolveu uma personalidade agressiva. Mas, quando finalmente se depara com Hope depois de tantos anos, não poderia imaginar que o sofrimento seria ainda maior após o reencontro. Em Sem esperança, Holder revela como os acontecimentos da infância de Hope, que agora se chama Sky, afetaram sua vida e sua família, fazendo-o buscar a própria redenção na possibilidade de salvá-la. Mas é apenas amando Sky que ele finalmente será capaz de começar a se reconciliar com si mesmo.
“Um Caso Perdido” foi uma das melhores experiências literárias que tive nos últimos tempos, sua narrativa me causou um furor tão grande que terminei tudo em uma noite, apenas para ficar arrependida tamanha era minha saudade dos personagens. Coleen criou um universo para o leitor se apegar mesmo, claro que não fui exceção à regra. Quando soube que havia uma continuação, dessa vez descrita pela visão de Holder - enquanto o primeiro era em primeira pessoa pela visão de Sky- comprei sem hesitação. E para você, leitor, posso dizer o seguinte: Que delícia de livro, cara!
13

Caixa de Pássaros: Uma história sobre insanidade e medo

Autor: Josh Malerman
Editora: Intríseca
Ano: 2015
Páginas: 272
Nota: 5/5
Sinopse: O Romance de estreia de Josh Malerman, “Caixa de Pássaros” é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.Na história, basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos após o surto ter começado, restou poucos sobreviventes no planeta, entre eles Malorie com dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.
Nesse seu primeiro romance, o autor cumpre o que promete e nos oferece uma leitura envolvente, que prende o leitor do inicio ao fim.

2

5 livros em quadrinhos para entender conflitos no Oriente Médio


 O jornalismo contemporâneo busca cada vez mais maneiras de inovar seus métodos, aproveitando-se de novos recursos tecnológicos de captação, edição e veiculação de imagem, áudio e vídeo para dinamizar sua capacidade narrativa, tornando-a atraente para as novas gerações. O chamado "jornalismo em quadrinhos" é um dos mais interessantes expoentes dessa nova vertente. O novo gênero consiste na união entre a prática jornalística e a arte dos quadrinhos e têm sido usado principalmente para contar histórias em zonas de conflito.

 A mistura desses elementos de linguagem está sendo experimentada com sucesso em obras de temática séria, que envolvem questões políticas e sociais. O fato de as histórias em quadrinhos servirem como plataforma para esses relatos chama a atenção para a tendência crescente do uso dessa mídia para registrar, assim como faz o jornalismo, o real, o histórico e o factual. Confira abaixo uma lista com cinco obras indispensáveis que unem essas duas linguagens e que servem para entender conflitos no oriente médio.
6

Sangue em Pó: os segredos do narcotráfico e das investigações criminais


Autor: Mírian Rosa
Editora: Navilouca Livros
Ano: 2013
Páginas: 165
Nota: 4/5
Sinopse: Um avião parte da Nigéria e tem como destino a Espanha. Seria mais um voo comum se vinte passageiros não falecessem subitamente. A Interpol entra na jogada e o que descobre transforma a situação do tráfico de drogas no continente europeu. Pouco tempo depois do “voo dos mortos”, como foi chamado pela imprensa, um assassinato em Paris revela a relação entre traficantes latino-americanos, a máfia italiana e criminosos do Leste Europeu. Enquanto a investigação prossegue, dois agentes da Interpol acabam se envolvendo amorosamente, com consequências imprevisíveis para toda a equipe. Como num jogo de xadrez, policiais e bandidos revezam-se em movimentos surpreendentes. Sangue em pó é um thriller de ação que vai prender sua atenção do início ao fim.

Romances policiais são sempre gratas surpresas aos leitores, com aquelas histórias que envolvem crimes complexos (ou óbvios até demais) e  repletas de revelações bombásticas. Sangue em Pó também é uma grata surpresa, pois a narrativa acaba envolvendo e chamando o leitor para desvendar alguns fatos sem resposta.

2

Kingsman – Serviço Secreto: Quando James Bond e Barney Stinson têm um filho


Direção: Matthew Vaughn
Roteiro: Matthew Vaughn e Jane Goldman
Duração: 129 minutos
Ano: 2015
Gênero: Espionagem/Ação
Sinopse: Eggsy (Taron Egerton) é um jovem com problemas de disciplina que parece perto de se tornar um criminoso. Determinado dia, ele entra em contato com Harry (Colin Firth), que lhe apresenta à agência de espionagem Kingsman. O jovem se une a um time de recrutas em busca de uma vaga na agência. Ao mesmo tempo, Harry tenta impedir a ascensão do vilão Valentine (Samuel L. Jackson). Adaptação da série de quadrinhos criada por Mark Millar e Dave Gibbons.

Baseado no quadrinho homônimo de Mark Millar, Kingsman – O Serviço Secreto, ainda em cartaz, resgata ironicamente os elementos principais das franquias de espionagem, especialmente 007, onde um espião bem vestido em um terno é o princípio em que consiste a companhia (Se Barney Stinson soubesse disso, não hesitaria em fazer parte). Não falta nada, armas secretas localizadas em objetos corriqueiros de um gentleman e lutas de artes marciais elaboradas que acabam em ternos impecáveis com algumas manchas de sangue, mas o orgulho intocado. Entretanto, o que o diferencia dos regulares filmes de espionagem, é o que o identifica com um filme de um quadrinho: O elemento cômico.
4

O Cão dos Baskervilles, medo e tensão em uma aventura de Sherlock Holmes

Autor: Sir Arthur Conan Doyle
Editora: Zahar
Ano: 2013 (o original é de 1902)
Páginas: 264
Nota: 5/5

Sinopse: O milionário inglês Sir Charles Baskerville é encontrado morto no pântano e um ataque cardíaco é a causa provável, mas há quem acredite que um cão-fantasma assombra a região, matando há gerações homens da família Baskerville. Sherlock Holmes e seu ajudante Watson são convocados para resolver o mistério.
O Cão dos Baskervilles é um dos livros que você deveria ler antes de morrer, não sei qual seu gosto literário, caro leitor, mas por frequentar esse blog, eu suponho que seja um amante de uma boa ficção, e não há definição melhor pra esse clássico de Conan Doyle que essa: uma excelente ficção.


1

Invisível: Um livro sensível sobre solidão



Autor: David Levithan e Andrea Cremer
Editora: Galera Record
Ano: 2014
Páginas: 322
Nota: 3/5
Sinopse: Stephen passou a vida do lado de fora, olhando para dentro. Amaldiçoado desde o nascimento, ele é invisível. Não apenas para si mesmo, mas para todos. Não sabe como é seu próprio rosto. Ele vaga por Nova York, em um esforço contínuo para não desaparecer completamente. Mas um milagre acontece, e ele se chama Elizabeth. Recém-chegada à cidade, a garota procura exatamente o que Stephen mais odeia. A possibilidade de passar despercebida, depois de sofrer com a rejeição dos amigos à opção sexual do irmão. Perdida em pensamentos, Elizabeth não entende por que seu vizinho de apartamento não mexe um dedo quando ela derruba uma sacola de compras no chão. E Stephen não acredita no que está acontecendo... Ela o vê!

Quando comprei esse livro já estava com pretensões de sair com um romance da livraria, apesar de não querer os romances convencionais, nem algo intenso como “Cinquenta Tons de Cinza”. Quando eu achei esse livro, primeiro fiquei encantada pela capa, e depois pela sinopse, que me mostrou ser exatamente o que eu estava procurando. Mas bem, não foi tanto assim.

2

O sonho do intercâmbio: chegando em Zaragoza


Imaginem uma garota de 19 anos, que nunca havia saído do Brasil, sozinha num dos maiores aeroportos do mundo e onde ninguém fala português. Pois é.

Um mês já se passou, mas lembro como se fosse ontem. Fazia 0° em Madrid. Sensação térmica abaixo de 0. E ainda não tinha chegado ao meu destino final, Zaragoza. Quando passei na imigração, o homem que carimbou meu visto me perguntou onde eu iria estudar. Respondi que seria em Zaragoza, e ele: “Boa sorte, porque lá está fazendo muito mais frio do que aqui”.

3

Love, Rosie: uma história de amor que quebra as barreiras da amizade


Direção: Christian Ditter
Roteiro: Juliette Towhidi
Duração: 1 hora e 42 minutos
Ano: 2014
Gênero: Comédia/Romance

Sinopse: Os jovens britânicos Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin) são amigos inseparáveis desde a infância, experimentando juntos as dificuldades amorosas, familiares e escolares. Embora exista uma atração entre eles, os dois mantêm a amizade acima de tudo. Um dia, Alex decide aceitar um convite para estudar medicina em Harvard, nos Estados Unidos. A distância entre eles faz com que nasçam os primeiros segredos, enquanto cada um encontra outros namorados e namoradas. Mas o destino continua atraindo Rosie e Alex um ao outro.
0

Reflections of a Skyline: Uma poética (ou depressiva) declaração de amor



Direção: Michael Tamman e Richard Jakes 
Roteiro: Sarah Kane 
Duração: 6 minutos
Nota: 4/5
Sinopse: Filmado em apenas um dia sobre um telhado em Londres, o curta é baseado em um trecho da peça Crave, da dramaturga e escritora britânica Sarah Kane, que cometeu suicídio aos 28 anos. O filme mostra os atores Christopher Dunlop e Fiona Pearce divagando sobre os lados tocantes e irritantes do amor.

O que é o amor para você? É clichê? Estúpido? Belo? Passageiro? Passional? Cada um tem sua própria definição de acordo com suas experiências de vida. Alguns acreditam que o amor é encontrar aquele príncipe encantado como nos contos de fadas, ter filhos, uma boa casa e ser feliz para sempre ou então algo parecido àquela música do Luan Santana (Eu, você, dois filhos e um cachorro). 

3

Um Caso Perdido ou uma história sobre a Esperança


Autor: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Ano: 2014
Páginas: 384
Nota: 4/5

Sinopse: Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras... Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.
Comecei lendo achando as situações meio forçadas e o romance meio bobinho, mas surpreendi-me, no romance “Um caso perdido” nada é o que perece ser e o livro é muito bom.
0

A Torre Negra vol. 4 – Mago e Vidro: A tal da prova de fogo da série


Autor: Stephen King
Editora: Objetiva – Suma de Letras
Ano: 1996
Páginas: 816
Nota: 3/5
Sinopse: Mago e Vidro retoma a eletrizante narrativa interrompida em As Terras Devastadas. Depois de enfrentar a terrível ameaça do monotrilho Blaine, o último pistoleiro e seus seguidores desembarcam na cidade de Topeka, no Kansas, e retomam o caminho do Feixe de Luz que conduz à Torre Negra. Roland revela então aos companheiros a história de seu passado, e a trágica perda de seu grande amor de juventude, a bela Susan Delgado.
Todo mundo que lê sagas sabe que sempre tem aquele livro que é o tormento da série, aquele que você lê se arrastando e querendo estrangular o autor. “Mago e Vidro” é esse livro. Antes que me crucifiquem, ele não é necessariamente ruim, mas está bem longe de ser o melhor da série.
1

Breves diferenças entre Birdman e Boyhood (ou inesperadas semelhanças)


  A temporada com as principais premiações do cinema encerrou-se com o Oscar. Os longa-metragens Birdman e Boyhood somaram juntos mais de 50 prêmios em diversas categorias, adquiridos em cerimônias e festivais entre 2014 e 2015. Ambas as películas protagonizaram uma ferrenha disputa pelo reconhecimento de público e crítica, sendo que Birdman levou a melhor no final. Mas como qualificar a melhor entre duas obras excepcionais do cinema contemporâneo, marcadas pela originalidade de suas tramas e pelos desafios homéricos de produção? 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...