Resenha: Simplesmente o Paraíso - Quarteto Smythe-Smith #1 Resenha: Uma Lição de Vida Resenha: Era uma Vez no Outono Resenha: Secrets and Lies
8

A Cruz de Fogo Parte 1 – A quem ser leal?

Autor: Diana Gabaldon
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 720
Nota: 4/5
Na Carolina do Norte, conserva-se a duras penas um frágil equilíbrio entre a aristocracia colonial e os esforçados pioneiros. E entre esses dois lados prestes a entrar em conflito está Jamie Fraser, um homem de honra exilado de sua amada Escócia. Convocado a liderar uma milícia para conter as insurgências, ele sabe que quebrar o juramento que fez à Coroa inglesa o tornará um traidor, mas mantê-lo será a certeza de sua ruína.
A guerra se aproxima, garantiu-lhe sua esposa, Claire Randall. E, mesmo não querendo acreditar nesse triste futuro, Jamie Fraser está ciente de que não pode ignorar o conhecimento que só uma viajante do tempo poderia ter. Afinal, a visão única de Claire já os colocou em risco, mas também lhes trouxe salvação.
No quinto livro de Diana Gabaldon da série Outlander, retornamos à América de 1770.
Claire e Jamie, Brianna e Roger já estão instalados na cordilheira há um bom tempo, mas quando eles pensam que poderão viver sossegados, são lembrados pelo destino que isso é um luxo que não lhes pertencem, e um novo perigo os ronda: A Independência Americana.

A Cruz de Fogo é um livro que divide a opinião dos fãs, mesmo aqueles que amam a autora – que leem até bula de remédio se for escrita por ela – e eu me encaixo nessa categoria, não negam que o livro possui uma narrativa lenta para os padrões de Diana. O motivo não é apenas pelas 720 páginas; mas por tratar-se de uma história com poucos plots.

Isso não quer dizer que seja uma leitura chata, embora o enredo possa parecer arrastado, é cheio de paixão, emoção e perigo. Além disso, Diana nos dá uma verdadeira aula de História, Medicina e sobre os primeiros colonizadores da América, em uma época onde as notícias e a vida corria de maneira perigosa e lenta, assim como o livro.

Como Jamie Fraser, católico e considerado traidor da coroa, poderá ajudar na derrota inevitável dos britânicos, sem perder suas terras e deixar em risco sua família e agregados? A quem ser leal? Toda essa situação deixa-o novamente numa encruzilhada. A independência dos EUA é benéfica para os colonos, mas como fica o homem que mesmo sendo católico, recebeu terra da coroa e pode perdê-la ao menor sinal de insurgência? Por este motivo, todo cuidado é pouco. Jamie precisa de sabedoria para se livrar das artimanhas do governador e dos insurgentes.

Ao lado desse dilema, também acompanhamos o drama da tentativa de Jocasta em casar, que leva todo o livro. O desenvolvimento da medicina no século XVIII é outra história à parte, e não somos privados dos detalhes curiosos, como a criação da penicilina; ou nojentos e engraçados, como Jamie com medo de seus espermatozoides explodirem em suas bolas.

Também é uma gracinha ver como Brianna e Roger vão se adaptando à vida no passado, como o amor deles vai amadurecendo, mesmo com o perigoso Bonnet sendo uma ameaça constante à paz do casal. Sem falar que é uma delícia ver Claire sendo avó, dando um gostinho de uma Claire maternal.

Por tudo isso, posso afirmar, que acontece muitas coisas que mantém a história interessante e, acredite, os últimos capítulos realmente nos levam ao estilo Outlander de tensão e compensam o longo desenvolvimento que vemos durante todo livro.

Como sou amante de História, e graças a maravilhosa pesquisa e narrativa de Outlander, posso dizer que o livro é muito bom.  

Nota 4/5

Quotes do livro:








8 comentários:

  1. OOi!
    Tenho muita vontade de ler essa série, mas olha, vou te confessar que o tamanho me desanima um pouco. :( Mas parece ser tão boa, e tem comentários tão positivos... Espero ter a oportunidade de lê-la um dia.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. OOi!
    Tenho muita vontade de ler essa série. Mas confesso que o tamanho me desanima um pouco. Acho que tenho que experimentar... Quem sabe lendo um eu acabo me animando. haha
    Espero ter a oportunidade de ler a série em breve.
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  3. Cheguei a ver um trailer da série de TV, não despertou meu interesse, mas conheço que curti, vou passar a dica do livro
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Amei a resenha e penso bem parecido com você!

    ResponderExcluir
  5. Oie Amore,

    Não conhecia essa série até então, mas pra ser sincera não é muito um gênero que eu curta.
    No entanto, lendo sua resenha, em certos momentos me deu um pouco de vontade de ler.
    Parabéns pela resenha!

    Beijoka!

    ResponderExcluir
  6. Ola!
    Ainda não li nenhum livro dessa série, então, li sua resenha com muito medo de pegar spoilers. Acho que esses livros são monstruosos de grandes, mas eles parecem ser tão interessantes e bem construídos que é muito fácil de ler todos e se encantar.
    Fico contente que esse livro tenha te agradado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oiii
    Tudo bem??
    Sou apaixonada por essa série. Sério mesmo!! Tem tudo o que eu amo: aventura, amor, guerra, história e é contado em um temo da história que realmente aconteceu...
    Estou doooida para ler oos livros, até agora só assisti á série mesmo.
    Bjo

    ResponderExcluir
  8. Que bom que acontecem coisas que mantêm a história interessante, porque numa série enorme como essa é algo essencial. Não tenho vontade de ler, mas espero que curta até o fim.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...